Se Eu Morresse Agora

from by Xpressão Lírica

/
  • Streaming + Download

    Includes unlimited streaming via the free Bandcamp app, plus high-quality download in MP3, FLAC and more.

      €1 EUR  or more

     

about

Página Oficial da Xpressão Lírica no BANDCAMP
xpressaolirica.bandcamp.com

Videoclip Oficial do single «Se Eu Morresse Agora»
www.youtube.com/watch?v=VVugflXL9O8

Página Oficial da Xpressão Lírica no Facebook
www.facebook.com/XpressãoLírica-255296971150490/…

Página Oficial da Xpressão Lírica no Instagram
www.instagram.com/xpressaolirica/

Booking: (+351) 925 519 864

lyrics

Lavo as mãos deste mundo que me suja a minha alma,
E me corrompe a mente enraivecendo a minha calma,
Tirando-me do sério, me tornando negativo,
Deixando à solta todo o meu instinto vingativo.
O meu lado negro, ocupa-se de mim próprio,
Possuindo o meu eu, não me sinto sóbrio,
Faço uma viagem que eu não quero fazer,
Numa noite sem lua, que não tem amanhecer.
Vejo caras de pessoas que me humilharam,
Porque tiveram sonhos e não se concretizaram,
Sinto em mim a soma de todos os medos,
E todos os meus sonhos a escaparem-se pelos dedos.
É como não sair a maquete da gaveta,
Escrever e secar a tinta da minha caneta,
Já me vi a mim mesmo na cova da minha urna,
Eu quero e vou sair desta solidão nocturna.

Refrão:
Se eu morresse agora voltaria para emendar o meu destino,
Se eu morresse agora voltaria e completava o meu caminho.

Numa noite clara com a lua e a sua aura,
Despeço-me da família e da minha pequena Laura,
Sem nada a perder, não me perguntes porquê,
Mando para a rua os álbuns escondidos no meu pc.
Ponho na caixa do correio dos que me amam e odeiam,
A minha morte lamentam e outros anseiam,
Lamentar o que não fiz, agora não adianta,
Mas posso assombrar quem cuspir na minha campa.
Minutos contados e o relógio não pára,
Brevemente fechar-se-ão os olhos da minha cara,
Tenho ódio de tudo o que me atrasou a vida,
E de não sentir o gosto de escrever mais uma rima.
Contente em saber que a minha boca não se cerra,
Mesmo quando estiver debaixo de sete palmos de terra,
O meu corpo está dormente, a minha tensão já não se mede,
O meu pulmão já não respira e a minha caneta já não escreve.

Refrão

Se eu morresse agora e fosse esta a minha hora,
Voltaria porque eu não posso ir-me embora,
Vejo de cima parentes e amigos no velório,
Queimo uma com o Tupac quando passo no purgatório.
Piso as nuvens, finalmente conheço Deus,
Parece que estou vivo, encontrei amigos meus,
Fico contente em saber que a minha boca não se cerra,
Mesmo quando estiver debaixo de sete palmos de terra.
Olho para tudo o que fiz, e deixei para trás,
Arrependo-me de erros e do que não fui capaz,
Quem me dera ter mais um minuto ou segundo,
Pegar no microfone e poder mudar o mundo,
Fazê-lo um pouco mais leal e sincero,
Tornar sonhos reais e dizer o que quero,
Sabes... eu vou mas é ressuscitar,
Porque eu não posso deixar a minha mensagem por espalhar.

Refrão

credits

from Artifacts, released July 7, 2017
Letras, voz, captação de voz, mistura, co-produção: Xpressivo Lírico (XL)
Captação de guitarra, baixo e masterização: Gonçalo Crespo
Bateria ao vivo: Victor Vála (Nélito)
Baixo ao vivo: Telmo Santo
Voz feminina: Sigel
Label: Alternativa Music

tags

license

all rights reserved

about

Xpressão Lírica Portugal

Formed in September, 2016, Xpressão Lírica is a Nu Metal / Rapcore band with very sharp lyrics and hard instrumentals.
«Artifacts» was released in March, 31, 2017. This album is currently available at FNAC and at the band's official website www.alternativamusic.com. Xpressão Lírica made his first international performance at Luxembourg in June,10, 2017.
... more

contact / help

Contact Xpressão Lírica

Streaming and
Download help